Os Boxtrolls - Analise

Manipulação e ambição ao poder são os pontos principais em uma animação sombria que é feita mais para adultos do que propriamente para crianças.


Sinopse: Ovo (Isaac Hempstead-Wright) é um garoto órfão, que desde bebê foi criado nos esgotos da cidade de Ponte Queijo pelos boxtrolls, amáveis criaturas que vivem do lixo deixado por humanos. Como os boxtrolls são caçados impiedosamente por Arquibaldo Surrupião (Ben Kingsley) e sua gangue, eles apenas deixam o subterrâneo à noite e, ainda assim, de vez em quando um deles é capturado. Quando Peixe, o boxtrolls que criou o Ovo é pego, o garoto decide se aventurar pela cidade para resgatá-lo. É quando conhece Winnie (Elle Fanning), uma garota mimada que faz com que perceba que ele é, na verdade, um humano.

Os Boxtrolls

Neste terceiro filme do estúdio Laika (que produziu “Coraline e o Mundo Secreto” e “ParaNorman”) o tom sóbrio é mantido e as ênfases as situações sociais em que ocorre no mundo é percebido em “Os Boxtrolls”.  No filme os Boxtrolls (que significa monstros na caixa) são taxados de vilões e monstros comedores de pessoas quando em uma noite um jovem garoto é sumido e o seu pai é morto supostamente pelos Boxtrolls. Daí o hilário Surrupião começa uma caçada frenética atrás dos Boxtrolls para que ele assuma o chapéu branco da cidade de Ponte de Queijo e vire o líder do povo, mas por trás disso tudo o jovem garoto que sumiu na noite na verdade ele foi salvo pelos Boxtrolls que são criaturas adoráveis e foi criado pelo líder das criaturas, o Peixe. O garoto cresce e os Boxtrolls vão sumindo a cada ano  porque o Surrupião que na verdade é o vilão por trás de toda está historia está capturando as criaturas e pai do garoto não foi morto e sim capturado também pelo vilão que tinha imaginado que o menino tinha morrido mesmo naquela noite mais o garoto reaparece na cidade após a captura de Peixe, o garoto Ovo tenta salvar seu amigo que o criou e irá conta a ajuda da mimada Winnie que é filha do rei do chapéu branco. No final a ambição ao poder do Surrupião passa dos limites e ele acaba tendo um fim não muito agradável passando boas cenas engraçadas com ele vestido de mulher e a ajuda dos comparsas trapalhões no decorrer do filme.  A animação tem os seus certos clichês básicos e claros de todo filme de criança que são bem perceptíveis, mais no geral o filme cumpre com o que propõem com um visual em stop motion sóbrio e espetacular em um filme que serve para todas as idades, mas com uma história que serve de lição para muitos adultos sendo um bom filme para ser assistido com a família em qualquer ocasião.


VALE A PENA SIM
NOTA 7


Link para download em AVI:

Compartilhar Google Plus

Sobre Gerson Santos

Gerson 23 anos, formado em desenvolvimento de Aplicativos, Adm. do Chamagamer desde 2010. Minha historia com os jogos começou com um Sega Saturno que guardo até hoje na memoria, de lá pra cá nunca mais parei de jogar e nunca irei parar. Para mim os jogos são mais do que uma diversão, pois a cada jogo sempre podemos aprender algo novo.
    Comentar com Blogger
    Comentar com Facebook

0 comentários:

No trecho destacad