Busca Implacável 3 (Taken 3) - Analise

A historia mudou um pouco, mais as cenas frenéticas de ação e lutas continuam a todo vapor com um ótimo elenco.



Sinopse: O ex-agente do governo norte-americano Bryan Mills (Liam Neeson) tenta tornar-se um homem família, mas vê tudo ruir quando Lenore (Famke Janssen) é assassinada. Acusado de ter cometido o crime, ele entra na mira do FBI e da CIA. Desolado e caçado, ele tenta encontrar os verdadeiros culpados e proteger a única coisa que lhe resta: a filha Kim (Maggie Grace).

Busca Implacável 3 (Taken 3)

Quando se junta uma boa produção, um bom diretor, um bom roteiro e um ótimo ator que domina as cenas de ação o sucesso deste filme é quase que garantido e futuras sequencias são bem esperadas. Por mais que alguns anos passe para Liam Neeson a maestria e o domínio nas cenas são completamente fantásticas  para o ator experiente que rouba a cena mais uma vez nesta grande sequencia que muda um pouco a formula dos 2 primeiros filmes que foram um enorme sucesso, mas a essência  e vivacidade que os sucessos anteriores demonstraram e conquistaram o publico e critica em um filme curto e bem roteirizado (boa historia) são claramente chamativos para esta sequencia q já dá um gancho para um possível encerramento da franquia (ou não). Luc Besson que atua mais uma vez como produtor e roteirista deixa as suas pitadas claras no roteiro, o envolvimento entre o ex-agente Bryan Mills e sua filha Kim (Maggie Grace) está ainda mais consistente e consolidado neste terceiro filme que precisou sacrificar uma pessoa importante da trama (mãe da Kim e ex mulher de Bryan Mills interpretada pela atriz Famke Janssen), mais ao meu ver foi necessário e deu um “UP” ainda maior de interesse para os espectadores que adoraram as tramas anteriores, com toda certeza este terceiro irá fazer sucesso e uma nova sequencia poderá com toda certeza acontecer (assim espero!)
Destaques positivos também para a participação de Forest Whitaker que faz o papel do detetive que vai a caça de Bryan Mills que foi acusado de ter matado sua ex-mulher, e também pela vilania bem conduzida e tramada pelo personagem do ótimo ator Dougray Scott (foi vilão no filme Missão Impossível 2) que em algumas cenas passa suspeitas e em outras cenas parece ser realmente um coitado. Bem, o filme é curto e te prende com cenas ótimas de ação e espero que Liam Neeson continue a todo vapor para que mais e mais filmes deste tipo venham a acontecer, realmente é implacável este terceiro filme.


VALE A PENA SIM

NOTA 7

Compartilhar Google Plus

Sobre Gerson Santos

Gerson 23 anos, formado em desenvolvimento de Aplicativos, Adm. do Chamagamer desde 2010. Minha historia com os jogos começou com um Sega Saturno que guardo até hoje na memoria, de lá pra cá nunca mais parei de jogar e nunca irei parar. Para mim os jogos são mais do que uma diversão, pois a cada jogo sempre podemos aprender algo novo.
    Comentar com Blogger
    Comentar com Facebook

0 comentários:

No trecho destacad