Rage não tem multiplayer competitivo?

O muito aguardado Rage da id Software não irá seguir as tendências actuais dos FPS e apostar no multiplayer competitivo.
Na realidade, Rage irá contar com essa componente, só que será bastante diferente de tudo o resto. Em vez de andarem a matar outros jogadores no online, em Rage irão combater com veículos.
Mas porque razão o multiplayer irá ser deste género? A id Software explica.
"Não foi uma resposta que veio facilmente. Houve claro muitos a dizerem 'Bem, temos que fazer um multiplayer competitivo porque somos a id.' Se voltares um pouco atrás, quando estávamos a falar sobre produzir Rage, não estávamos realmente a produzir Rage, estávamos a fazer outra coisa," disse Jason Kim, o produtor.
"Depois, à medida que a tecnologia evoluiu... começamos a fazer um jogo, e o John (Carmack) disse 'essa tecnologia é velha, estamos a fazer coisas novas e temos que pensar como iremos fazer um jogo em redor disso'. Por isso tínhamos um objectivo de alto nível no princípio, e quando começamos a interagir com essas coisas todas, uma questão foi levantada 'vamos realmente explorar esta tecnologia ao máximo?', e a resposta foi não. Então perguntamos 'o que iremos fazer?' e foi assim que surgiu Rage."
"Optámos por veículos, queríamos conduzi-los pelos terrenos baldios, queríamos por armas neles, queríamos destruir coisas. O John elevou os limites da tecnologia, nós queríamos elevar os limites no design e arte. Pegamos nessa mentalidade e queríamos elevá-la ainda mais na componente online. Já tínhamos feito antes um multiplayer competitivo. Tivemos alguns sucessos e alguns falhanços. Mas queríamos afirmar as nossas convicções e dizer que Rage é algo diferente."
"Então pegámos nessa ideia, e pensamos: vamos usar a ficção, vamos usar os veículos, vamos fazer uma componente online que as pessoas não estão à espera. E foi assim que chegámos a este modo de combate de veículos rally."
Rage chega a 15 de Setembro para PC, Xbox 360 e PlayStation 3.
Fonte: Eurogamer
Compartilhar Google Plus

Sobre Gerson Santos

Gerson 23 anos, formado em desenvolvimento de Aplicativos, Adm. do Chamagamer desde 2010. Minha historia com os jogos começou com um Sega Saturno que guardo até hoje na memoria, de lá pra cá nunca mais parei de jogar e nunca irei parar. Para mim os jogos são mais do que uma diversão, pois a cada jogo sempre podemos aprender algo novo.
    Comentar com Blogger
    Comentar com Facebook

0 comentários:

No trecho destacad