Capcom tinha rejeitado o projeto dos jogos Lost Planet e Dead Rising.

Se não fosse Keiji Inafune, hoje não teríamos Lost Planet e Dead Rising.
O ex-funcionário da Capcom revelou num seminário na Universidade Ritsumeikan em Kyoto, (via Andriasang) que a Capcom tinha uma política anti-risco muito severa. Esta política dizia que 80 porcento dos jogos produzidos tinham que ser sequela de franquias já existentes.
Contudo, Inafune disse que praticamente nenhum novo IP conseguia a aprovação da companhia. E foi isso que aconteceu com Lost Planet e Dead Rising, foram rejeitados.
Inafune não deu ouvidos aos seus superiores e continuou a produção de ambos os jogos. A sua intenção era exceder o orçamento permitido para protótipos, de maneira a obrigar os seus superiores a aprovarem o lançamento dos jogos. Lost Planet acabou por exceder o orçamento em 400 porcento.
Lost Planet e Dead Rising conseguiram vender dois milhões de unidades em todo o mundo, um resultado bom para dois novos IPs.
Porém, Inafune confessou que se os jogos não tivessem sucesso comercial, teria sido despedido.
Que sorte em Galera kkkkkkkkk.
Compartilhar Google Plus

Sobre Gerson Santos

Gerson 23 anos, formado em desenvolvimento de Aplicativos, Adm. do Chamagamer desde 2010. Minha historia com os jogos começou com um Sega Saturno que guardo até hoje na memoria, de lá pra cá nunca mais parei de jogar e nunca irei parar. Para mim os jogos são mais do que uma diversão, pois a cada jogo sempre podemos aprender algo novo.
    Comentar com Blogger
    Comentar com Facebook

0 comentários:

No trecho destacad