Saiba + da Queda da PlayStation Network (PSN) Sorte que uso a xbox live (kkk)

O serviço de games on-line da Sony, a PlayStation Network (PSN), está fora do ar desde a quinta-feira (21). Com a previsão de retorno para daqui dois dias, de acordo com um comunicado divulgado pela empresa na sexta-feira (22), donos do PlayStation 3 e do portátil PSP não podem jogar contra amigos pela internet nem comprar novos títulos na loja virtual dos dois videogames.
Por conta da queda no serviço em todo o mundo provocado por uma "intrusão externa", segundo a Sony, gamers reclamam em fóruns na internet que não podem jogar os modos on-line dos títulos. Games que exigem autenticação por meio da PSN não podem ser jogados. No Brasil, o feriado prolongado serviria para que milhares de jogadores se divertissem com os videogames e, por isso, o problema desagrada ainda mais.
Aviso aos jogadores que tentam se conectar na PSN: 'serviço está em manutenção' (Foto: Reprodução)
"Parece que foi de propósito", conta o ilustrador Yuri Ferreira, de 22 anos. "É muito frustrante ser bem no feriado. Não posso jogar 'Mortal Kombat' com amigos, conforme eu tinha me planejado, nem comprar 'Arcana Heart 3', que é vendido por meio de download". Para ele, a diversão de games de luta está em jogar contra outras pessoas pela internet.

Os planos do estudante Vinícius Lima, 25 anos, também foram por água abaixo junto com a queda da PSN. "Me programei para comprar jogos para o PSP no feriadão, mas não consigo. Eu ia jogar 'Mortal Kombat' com amigos, com quem já tinha marcado confrontos. Não posso nem jogar o modo cooperativo de 'Portal 2' com minha amiga", lamenta. O jornalista Kadu Araújo, 27 anos, diz que ia jogar games como "Need for Speed: Hot Pursuit" e "Super Street Fighter IV" on-line, mas teve que se contentar com o "off-line" "Mass Effect 2". "Mesmo não sendo um serviço pago, a Sony precisa cumprir o seu papel".
Kadu Araújo se preocupa com seus dados pessoas na rede PSN. "Já que a Sony afirma que foi uma invasão que provocou a queda, como fico seguro de que não vão roubar meus dados de cartão de crédito", afirma. Já Vinícuis Lima, que paga pelo serviço complementar PlayStation Plus, diz que "é incompetência"."Teria que haver maior segurança, algo que fizesse a rede voltar mais rápido".
O serviço PlayStation Plus garante acesso antecipado em games e dá títulos gratuitamente para os seus assinantes. Ele se diferencia do serviço Xbox Live, do Xbox 360, que os usuários pagam para jogar on-line. Partidas pela internet na PSN são gratuitas.
Ataque de hackers?
A Sony afirma estudar o que aconteceu para provocar a queda da rede on-line PSN e, por isso, pediu alguns "dias de paciência" para os gamers. Entretanto, tanto tempo sem o serviço no ar pode significar despreparo da empresa. "A linguagem da Sony é bastante imprecisa, talvez porque nem eles saibam exatamente o que aconteceu ainda", explica Altieres Rohr, colunista de segurança digital do G1. "Parece que houve uma invasão dos sistemas e, para cortar o acesso dos invasores e investigar como foi feito, eles decidiram desligar tudo para congelar a 'cena do crime'".

Rohr afirma que é difícil explicar se dados pessoais de jogadores, como números de cartão de crédito e endereços, por exemplo, tenham sido roubados porque "sem saber como funciona o sistema da Sony, não há como afirmar". "Era esse tipo de esclarecimento que a empresa já devia ter dado", afirma.
Fonte do texto: Globo
É  sou Caixista kkkk

Compartilhar Google Plus

Sobre Gerson Santos

Gerson 23 anos, formado em desenvolvimento de Aplicativos, Adm. do Chamagamer desde 2010. Minha historia com os jogos começou com um Sega Saturno que guardo até hoje na memoria, de lá pra cá nunca mais parei de jogar e nunca irei parar. Para mim os jogos são mais do que uma diversão, pois a cada jogo sempre podemos aprender algo novo.
    Comentar com Blogger
    Comentar com Facebook

0 comentários:

No trecho destacad