Criador do Mega Man abre duas nova empresas de games no Japão

 Depois de se consagrar como um dos ícones mais importantes da história da Capcom, o criador do robô Mega Man, Keiji Inafune, retorna ao mundo dos games com a inauguração de duas novas companhias, a Intercept e Comcept.

Inafune descreve a Intercept como uma produtora jogos que será um "novo desafio para o desenvolvimento de jogos ao consumidor". O site Andria Sang afirma que Inafune menciona três conceitos cruciais que ditam regras do seu novo estúdio, instalado em Tóquio: Originalidade (que não pode ser copiada pelos outros), Gravidade (com o poder de cativar o público) e atemporal (coisas que cruzem eras).

Já a Comcept tem o intuito de se focar em diferentes criações de entretenimento, como jogos, livros, músicas e vídeos, assim como gerenciamento de direitos autorais, planejamento de eventos e serviços de consultoria.

As duas empresas serão apresentadas oficialmente ao público em uma conferência de imprensa marcada para o dia 4 de abril, no Japão.

Essa é a hora de Inafune provar ao público japonês que estava certo ao apostar nas produtoras ocidentais, dizendo que "o mercado oriental estava estagnado e que já não tinha salvação". Isso se a sua nova empresa apostar realmente em jogos tipicamente ocidentais e abandonar definitivamente o estilo oriental que o acompanhou durante 20 anos na Capcom.

                                                            Criador de sonhos
Um dos principais nomes da Capcom desde a sua formação, Keiji Inafune entrou na empresa aos 22 anos de idade para trabalhar como designer de personagens. Entre seus trabalhos de destaque está a criação do personagem Mega Man e a atuação em todos os jogos da série. Foi também ilustrador do primeiro jogo "Breath of Fire" e produtor executivo em diversos jogos da atual geração de consoles, como "Street Fighter IV", "Lost Planet 2" e "Dark Void".

Em abril de 2010, Inafune se tornou chefe global de produção de jogos da Capcom, cargo que ele considera ser o topo da hierarquia na empresa. "Como criador, cheguei ao topo da Capcom. Não há mais para onde subir", disse o pai de Mega Man em outubro do mesmo ano, ao explicar o seu desligamento após 23 anos de serviços prestados na gigante japonesa.
Compartilhar Google Plus

Sobre Wallace Gamer

WALLACE GAMER
    Comentar com Blogger
    Comentar com Facebook

0 comentários:

No trecho destacad